Gestação

Dicas para doulas

dicas-para-doulas
dicas-para-doulas

O seu papel como doula no nascimento de uma nova criança é muito importante. Você é a pessoa que irá ajudar a mãe durante as contrações antes do parto e irá ficar no quarto do hospital durante o parto. Através de técnicas suaves, como ajudar a respiração da mãe e esfregar as costas dela, você será uma grande fonte de conforto e apoio durante todo o parto. Acima de tudo, você será um rosto familiar num dia de pessoas e eventos totalmente desconhecidos. Apenas estar lá conta muito!

Aqui vão algumas dicas para o grande dia:

Esteja preparado (a):

Você deve assistir às aulas de parto com a futura mãe antes da data final. Você vai aprender muitas técnicas e atividades que irão ajudar quando chegar o grande dia.

Saiba o que esperar:

É uma boa ideia fazer um passeio pelo hospital para se familiarizar com sua estrutura. Converse com enfermeiros ou outros membros da equipe para ter uma ideia do que vai acontecer no dia do parto e o quê você deve esperar.

Tenha paciência:

O processo de trabalho de parto muitas vezes é demorado, por isso é importante ter paciência e estar pronto (a) para esperar.

Seja solidário (a):

Ela precisará de você lá para ser seu/sua defensor (a) e motivador (a). Reserve um tempo para confortar e distraí-la com banhos quentes ou massagem na região lombar.

Trazer coisas para você:

Você pode ficar no hospital por várias horas, por isso é importante trazer coisas para você, como lanches, algo para ler ou fones de ouvido para ouvir música, sapatos confortáveis para caminhar pelos corredores, produtos de higiene e uma muda de roupa.

Tome decisões:

Às vezes, você terá que avaliar a situação e agir rapidamente com base nas informações. Por exemplo, se a mãe tiver uma dor severa e quiser uma epidural, você pode ter que achar uma enfermeira ou médico que possa ajudar.

Saiba as expectativas dela:

Você e a mãe devem discutir ambas as expectativas para o dia do parto. É fundamental saber o que ela quer e espera antes de chegar ao hospital. Será que ela quer usar técnicas de respiração? Será que ela quer que a parteira desempenhe um papel crítico? Será que ela quer que você participe ativamente? Uma declaração por escrito de preferências de parto ajudará a esclarecer essas decisões. Claro que quando as contrações estão em alta velocidade, muitas dessas decisões podem “cair por terra”! Tudo bem, também. Durante o trabalho de parto, a mãe irá fazer tudo que a ajudar a passar por ele, o que inclui abandonar as preferências de parto.

Discuta antecipadamente sobre os anseios dela sobre medicamentos para dor:

Parto natural é um trabalho realmente muito, muito difícil. É parecido como correr uma maratona, se você tiver comprometimento em fazer os 41 km, você precisará de ajuda e estímulos sólidos por todo o caminho. Ninguém fica à margem de uma maratona oferecendo vales táxi aos maratonistas. Da mesma forma, doulas e médicos bem intencionados não devem insistir em oferecer drogas a uma mãe que esteja tentando fazer um parto natural. Por outro lado, às vezes os melhores planos se descontrolam durante um trabalho de parto longo e doloroso. Converse com a sua parceira antecipadamente sobre como ela irá lhe dizer quando bastar de fato. Caso ela opte pelo uso de medicação, é importante apoiar a decisão dela completamente.

Encontre uma distração:

Conforme as dores da contração forem chegando e ficando mais dolorosas, recomenda-se que você e a mãe encontrem uma distração que tire a atenção dela sobre o que está acontecendo. Algumas pessoas trazem itens de casa como uma foto ou um ursinho no qual a mãe consegue se focar. Enquanto outros acham algo no quarto do hospital como um ponto na parede ou no teto.

Seja flexível e compreensivo (a):

A mãe vai ficar tão concentrada durante as contrações que ela pode não querer ou precisar de você no final. Pode parecer que ela está lhe ignorando ou ela pode ficar nervosa com você ou com outras pessoas no quarto. Lembre-se de não levar nada dito durante o trabalho de parto para o lado pessoal. Isso será uma névoa depois que o bebê nascer!

Lembre-se, apenas o fato de você estar lá significará muito para ela:

Ter um filho talvez seja uma das viagens mais emocionantes que uma pessoa pode embarcar, e você estará lá a cada passo do caminho!